Vagando em versos

domingo, 9 de maio de 2010

Dois

Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
“Paralelos que se encontram no infinito...”
No entanto sós por enquanto. 
                                    Eternamente dois apenas.

4 comentários:

Jeany disse...

Muitooooo bom, Paula!

Gostei do seu espaço!

Beijos

Roberto Sena disse...

Oi, Guria amiga!

Passei pra lhe desejar uma semana linda!
Seu espaço continua harmonioso e os poemas que você coloca aqui, sempre bem escolhidos.

Um abraço,
R.

Mary disse...

oie... amiga mais que fofo... desculpa a demora, eu estava sem net!!! bigadyyyymmmm vc é um amor.. estou levando o presente e não se esqueça de pegar a lembracinha lá!!! bjs

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A uma amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Doce beijo

LinkWithin


Related Posts with Thumbnails