Vagando em versos

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Os ventos

Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos,
são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado
e sim,
aprender a amar
o que nos foi
dado.
Pois tudo aquilo que é

realmente nosso,
nunca se vai

para sempre...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

terça-feira, 14 de julho de 2009

Alma Gêmea


Alma gêmea de minha alma
Flor de luz de minha vida
Sublime estrela caída
Das belezas da amplidão
Quando eu errava no mundo...
Triste e só, no meu caminho,
Chegaste, devagarinho,
E encheste-me o coração.
Vinhas na benção das flores
Da divina claridade,
Tecer-me a felicidade
Em sorrisos de esplendor!!
És meu tesouro infinito.
Juro-te eterna aliança.
Porque sou tua esperança,
Como és todo meu amor!!
Alma gêmea de minha alma
Se eu te perder algum dia...
Serei tua escura agonia,
Da saudade nos seus véus...
Se um dia me abandonares
Luz terna dos meus amores,
Hei de esperar-te, entre as flores
Da claridade dos céus.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Medo

Mas tenho medo do que é novo
e tenho medo de viver o que não entendo
_quero sempre ter a garantia_
de pelo menos estar pensando que entendo, 
não sei me entregar à desorientação.

domingo, 5 de julho de 2009

Audácia




Ele disse:

- Só por cima do meu cadáver.

Tentei não pisar na cara, para não estragar meu sapato novo.




Roubado